Em sua estreia no NBB 10, FlaBasquete enfrenta o Paulistano

Por Site Oficial em
O Flamengo inicia nesta terça-feira (14) a disputa do Novo Basquete Brasil 10. O Rubro-Negro, maior vencedor da competição, parte em busca do seu sexto título da competição, e faz a sua estreia enfrentando o Paulistano, às 19h30, no ginásio Antônio Prado Jr, em São Paulo. 

Pentacampeão, o Flamengo busca retomar a hegemonia no basquete nacional. O Mais Querido levantou a taça em 2008-09, 2012-13, 2013-14, 2014-15 e 2015-16. Na última temporada, a equipe caiu nas quartas de final para o Pinheiros e não conseguiu levantar o inédito sexto título brasileiro. 

A preparação para a disputa desta temporada foi intensa. Amistosos no Peru e a Liga Sul-Americana fizeram parte do planejamento, tal como as chegadas de David Cubillan, Arthur Pecos, Henrique Pilar e  Malcolm Rhett, para reforçar a equipe em todos os setores. 

O Flamengo

Armadores: David Cubillan e Arthur Pecos

Ala-armadores: Ronald Ramon e Humberto

Alas: Marcelinho, Marquinhos e Danilo

Ala-pivôs: Olivinha, MJ Rhett e Pilar

Pivôs: JP Batista e João Vitor

O adversário

O Paulistano, atual vice-campeão do NBB, vem de um título inédito do Campeonato Paulista de Basquete. A equipe comandada pelo técnico Gustavo de Conti, estreou no NBB enfrentando o Bauru, e sofreu uma derrota pelo placar de 72x71. No segundo jogo, diante do Franca, a equipe paulista sofreu o revés por 97x73, e enfrenta o Mengão buscando a reabilitação na competição.

Ingressos

Para adquirir o ingresso para a partida, basta fazer a troca por 2kg de alimento não perecível. A retirada dos ingressos será amanhã (14.11), das 10h às 12h, e a partir das 18h30, no ginásio do Paulistano (Rua Colômbia, 77). Os ingressos são limitados, para garantir sua entrada, retite com antecedência. 

Cobertura nas redes sociais

As equipes de basquete do Clube de Regatas do Flamengo contam com recursos de seus patrocinadores – Estácio, AmBev, Rede D’or, IRB Brasil RE, CSN, Brasil Plural, EY – via Lei de Incentivo Federal/Ministério do Esporte (IR) e Lei de Incentivo Estadual/Secretaria de Estado de Esporte, Lazer e Juventude (Seelje) do Rio de Janeiro, além de apoio do Comitê Brasileiro de Clubes (CBC) proveniente da descentralização de recursos oriundos da Lei Pelé. O Projeto Anjo da Guarda Rubro-Negro, de transferência fiscal de pessoa física, beneficia todas as modalidades olímpicas do Mais Querido.